Por que o tamanho do anel pode influenciar no preço de alianças?

Por que o tamanho do anel pode influenciar no preço de alianças?

Procurando a joia perfeita para seu casamento ou noivado? Quando encontramos alguém especial é normal querermos agradar e dar o melhor para o outro, não é mesmo?

Escolher as alianças é um passo muito importante na vida a dois, uma vez que ela simboliza a união do casal e vai acompanhá-los durante a vida. Mas você sabia que o tamanho do anel influencia diretamente no preço das alianças? Então continue lendo o texto para entender mais sobre.

A confecção da joia

Quando pensamos no assunto, logo percebemos que quanto maior a numeração do aro, mais material será necessário para produzir o anel, principalmente quando se trata de uma numeração especial.

As pessoas têm diferentes tamanhos de circunferência nos dedos. Nossas mãos variam de acordo com nossas características físicas, formato dos dedos, etc. Até nosso peso e altura podem contribuir para diferentes tamanhos de aros. Por isso, quanto maior o aro, maior será a aliança.

A joia e o peso estimado

Quando uma joia é pensada e desenhada, é necessária uma quantidade predeterminada de material para produzi-la. Assim como o desenho do modelo influência no seu peso, o tamanho do aro também poderá influenciar. Uma aliança mais fina pesará mais que uma joia larga, por exemplo.

Na confecção do tamanho do anel, esse peso estimado será indicado por três medidores: largura, espessura e diâmetro interno. Essas três medidas influenciarão diretamente no peso da aliança escolhida.

Como é calculado o peso estimado do tamanho do anel?

Você já compreendeu que as medidas influenciam diretamente no peso estimado da joia, agora vamos te ajudar a entender como é designado o peso estimado de cada aliança.

Para calcular o peso estimado, leva-se em consideração as numerações médias. Assim, quando somadas as numerações do casal, não deve passar de 40 para que esteja dentro do peso estimado. Para as mulheres essa média do tamanho do dedo anelar varia entre 12 e 17, enquanto para os homens a média é do 19 até o 24.

Quando as medidas do casal superam 40, provavelmente isso influenciará diretamente no preço da sua aliança. Isso porque quando esse número supera 42, será necessário que se acrescente ouro na fabricação, ou a aliança perderá seu desenho.

Apesar do ouro ser um material flexível, ele só se expande até certo ponto. Quando a soma do casal é maior que 40, essa flexibilidade é afetada e é necessário que seja acrescentado ouro na confecção da joia.

Se você vai casar e busca o tamanho do anel  ideal para essa ocasião tão especial, é necessário estar atento a todos esses detalhes na hora de fazer sua escolha. Você já conhece a WM Joias? Confira nossas alianças de casamento!

Modelos de alianças: confira 7 tipos de anéis e se inspire!

Modelos de alianças: confira 7 tipos de anéis e se inspire!

O momento de escolher as alianças de noivado ou casamento é sempre muito especial. Isso porque, além de simbolizarem o amor que une o casal, serão eternizadas nas fotos do matrimônio e farão parte da vida dos dois por muitos e muitos anos.

Por esse motivo, apesar de todas as preocupações relacionadas à organização das festas e cerimônias, escolher as alianças é uma etapa importante e não deve jamais ficar em segundo plano. Se você ainda tem dúvidas sobre que estilo escolher, selecionamos aqui 7 modelos de alianças nos quais se inspirar. Confira!

1. Estilo clássico ou meia cana

Geralmente apresentam a parte de fora mais arredondada; e a de dentro, reta. O modelo clássico é de ouro amarelo, com largura média e arredondada nas bordas. Dependendo do seu gosto, a aliança pode ser um pouco mais espessa ou mais delicada. Entretanto, o importante é que seja um acessório discreto e elegante. Experimente acrescentar um pequeno brilhante na face externa. Ficará um charme!

2. Modelos de alianças chanfradas

As alianças chanfradas são aquelas que trazem um recorte nas bordas, como uma espécie de desnível. Geralmente são modelos mais retilíneos e menos abaloados. Elas podem ser largas e planas, com um uma leve inclinação nas bordas; ou mais estreitas, de forma que um recorte encontre o outro, conferindo um aspecto mais moderno e levemente facetado à peça.

3. Alianças planas

Os anéis planos são muito procurados atualmente. Algumas pessoas costumam dizer que são “alianças quadradas”, já que todos os lados são retos. Ou seja, é plana na parte interna, externa e dos lados. São modelos de alianças que contam com diferentes espessuras e larguras, de forma que é possível cravejar brilhantes ou inscrições em seu entorno.

5. Boleadas ou anatômicas

Esse modelo, também conhecido como contour, é abaulado por dentro, conferindo maior conforto a quem usa a peça. Com as alianças anatômicas, o contato com a pele é reduzido. Mas a circulação sanguínea não fica prejudicada, ainda nos dias em que estamos um pouco mais inchados. Esse estilo pode ter diversas espessuras e variados acabamentos por fora. Seu diferencial é a maneira com que se ajusta ao dedo.

6. Estilo bodas

Esses modelos de alianças são conhecidos por misturar ouro branco e amarelo. Geralmente são alianças usadas para comemorar os anos de relacionamento. Por isso, com 25 anos de casados, o costume é comprar uma peça com base de ouro amarelo e uma faixa no meio em ouro branco. E, ao fazer 50 anos, a base é feita em outro branco com uma linha em ouro amarelo. Podem ainda ser trabalhadas, texturizadas ou vir com brilhantes.

7. Modelos customizados

Alguns casais podem querer uma joia singular para celebrar seu amor, e por que não ter um modelo único e somente seu? Algumas joalherias oferecem serviços de customização ou design de alianças, de modo que você possa elaborar uma peça do jeitinho com que sempre sonhou.

Experimente gravar o nome do seu amado, a data em que se conheceram ou um símbolo que faça sentido apenas para vocês dois. Toda vez que olhar para elas, não vai conseguir deixar de sorrir.

Existe uma enorme variedade de modelos de alianças no mercado. Elas podem ser lisas, foscas, trabalhadas, cravejadas de brilhantes ou zircônias, largas ou estreitas. O importante é que reflitam a felicidade de ver seu sonho sendo realizado, e eternizem o amor que sentem um pelo outro. Fique tranquila, no momento em que colocar os olhos na joia perfeita, você saberá que é a eleita!

Já estão prontos para comprar suas alianças? Conheça os modelos disponíveis na WM Joias.

Anel de compromisso: como saber se é a hora de trocar alianças de namoro?

Anel de compromisso: como saber se é a hora de trocar alianças de namoro?

Trocar anéis de compromisso é uma tendência relativamente nova, mas que já conquistou o coração (e os dedinhos) de muitos casais apaixonados ao redor do mundo. Quem deseja selar o compromisso, sem necessariamente partir para a etapa de um matrimônio ou união estável, escolhe alianças simbólicas para comprovar as intenções sérias da relação.

Mas como saber qual é o momento certo para dar um anel de compromisso a quem você ama? Existe um tempo necessário para fazer isso? Qual é o sentido desse enlaçamento? Vamos falar sobre esse assunto nesse post, continue a leitura e fique por dentro!

Por que trocar anéis de compromisso?

As razões podem variar muito. Afinal, cada relacionamento é construído de uma maneira muito singular pelas pessoas que fazem parte dele. Na maioria dos casos, o anel de compromisso simboliza a chegada do momento de uma relação mais séria, com intenções futuras. Ou mesmo significa uma etapa para passar ao próximo passo, ou seja, o casamento.

É conveniente ter muita clareza entre o casal, de forma que aquele símbolo tenha para os dois o mesmo significado e para que isso seja respeitado. A comunicação é importante, para que não existam mal-entendidos.

Quando é o momento certo para dar um anel de compromisso?

Essa é uma questão difícil de definir, mas é fundamental analisá-la a fim de evitar precipitações. A joia pode ser um presente e pode surpreender um dos dois, marcando uma mudança dentro do relacionamento. Porém, isso não deve ser imposto. Caso decida fazer uma surpresa para quem você ama, deixe para surpreender no momento da entrega das alianças. Mas certifique-se de que o assunto seja conversado previamente.

É importante saber como a pessoa se sente em relação a esse símbolo, pois nem todos dão a ele a mesma importância e respeito. Caso seu/sua parceiro(a) não esteja de acordo, poderá parecer que você está forçando a barra. É preciso avaliar o nível de intimidade. O uso do anel de compromisso é particular, ou seja, tem diferentes razões e momentos para cada casal. A entrega das alianças não deve ser uma ocasião tão elaborada, como no caso de um pedido de casamento. Pode ser mais intimista e contemplar apenas os dois apaixonados.

Trocar alianças de compromisso é o mesmo que noivar?

É comum que algumas pessoas confundam o acontecimento, especialmente os familiares mais ansiosos, que desejam a formalidade da relação. No entanto, ter um anel de compromisso não é o mesmo que entrar em um noivado.

E isso precisa ficar claro, sobretudo para o casal. Ou seja, o casal que decide alianças de namoro pode não ter a intenção de casar em breve, e não há motivo para pressão. O compromisso com a relação existe, mas os planos de casamento podem ficar para o futuro.

Em qual mão ela é usada?

O anel de compromisso é usado no dedo anelar da mão direita. A vontade do casal preservar e valorizar a relação normalmente vem com uma aliança prateada, mas nada impede de ousar um pouco ou inovar nos modelos feitos em outros materiais.

Com essas dicas, ficou mais fácil saber se é a hora certa para trocar alianças de namoro, certo? Então não deixe de conferir nossas alianças de compromisso!

Por que a aliança de namoro é sempre de prata?

Por que a aliança de namoro é sempre de prata?

O início do relacionamento de um casal é sempre muito especial, e por isso muitos jovens namorados procuram uma forma bastante evidente para simbolizar a força de seu amor. As alianças são as principais escolhas para exercer este papel tão importante na vida de um casal apaixonado!

É muito comum que surjam algumas inseguranças na hora de escolher a peça perfeita para colocar nos dedos. Você já se perguntou porque a aliança de namoro geralmente é confeccionada em prata? Esta é uma das dúvidas frequentes e existem sim algumas explicações para isso. Continue lendo para saber mais!

De onde surgiu essa tradição?

A tradição de utilizar uma aliança de namoro surgiu da necessidade de jovens casais demonstrarem a seriedade do compromisso firmado um com o outro. Também de mostrar aos outros possíveis pretendentes que a pessoa que a usa não está solteira.

As alianças de compromisso geralmente são fabricadas em prata por várias razões. A primeira é para diferenciá-las da aliança de casamento. Afinal, o simbolismo da aliança de matrimônio ficaria um pouco comprometido se elas fossem utilizadas em todas as fases do relacionamento, em especial no início, quando o casal ainda está se conhecendo, não é?

Essas joias tão cobiçadas são cheias de poder simbólico, pois conectam o casal do início do relacionamento até o matrimônio. As pessoas vão trocando de material (e de dedo, passando da mão direita para a esquerda) nesse percurso, como forma de marcar a evolução do amor do casal que as leva.

Mas a aliança de namoro precisa necessariamente ser de prata?

No início do relacionamento, o casal apaixonado costuma querer deixar claro seu comprometimento e sua intenção de ter algo mais sólido e duradouro para o futuro.

Entretanto, não faria muito sentido investir em uma aliança de ouro — já que, além de menos acessíveis, esses artigos são o maior símbolo material do matrimônio.

O uso da prata

A prata, por ser considerada um metal nobre e ter um preço um pouco mais amigável, acabou se tornando uma das melhores alternativas para a aliança de namoro. Afinal, não importa se o relacionamento ainda não é tão formal quanto um casamento: seu amor merece ser celebrado e representado por um lindo sinal de afeto. No entanto, apesar da tradição, a aliança de compromisso não precisa necessariamente ser de prata. O importante é que tenha aspecto prateado.

A variedade do mercado

Vale dizer que atualmente no mercado existe uma grande abundância de alianças feitas com materiais diversificados. E não só de prata!

Podem ser citados: o tungstênio, o banho de ródio e o ouro branco, para mencionar apenas alguns exemplos. Isso quer dizer que, independentemente do valor que você pretende investir na sua aliança de namoro, é possível encontrar uma opção muito bonita e de boa qualidade para representar seu relacionamento.

Como escolher a aliança de compromisso?

A aliança de compromisso deve ser utilizada no momento em que os parceiros sentirem que o relacionamento é sério e intenso o suficiente para investir nessa ideia. Se as pessoas estão apaixonadas, não há motivo para não comprar um belo par de alianças.

Você já sabe que existe uma grande variedade de modelos disponíveis. Mas é importante que o casal escolha aquela que mais combina com os dois, certo? As tradicionais são circulares, planas na parte de dentro e abauladas na parte de fora. Há ainda as anatômicas (boleadas), que oferecem maior conforto no uso diário; e as chanfradas, que costumam apresentar um corte diferente nas laterais.

Podem ainda ser polidas, foscas ou incrementadas com pedras. Muitos casais costumam ainda gravar o nome do parceiro em seu interior, a fim de torná-las ainda mais especiais.

Não importa qual aliança de namoro vai ser a eleita para simbolizar seu relacionamento. O mais importante é que todas as vezes que você e seu amor olharem para elas, se sintam felizes e realizados com sua escolha!

Quer celebrar seu amor com seu parceiro? Confira as alianças de namoro da WM Joias.

Como é estimado o valor do diamante? Conheça os critérios de classificação

Como é estimado o valor do diamante? Conheça os critérios de classificação

Você sabia que não é possível encontrar dois diamantes exatamente iguais? É justamente por isso que eles precisam passar uma avaliação, de modo que seja estimado o valor da pedra. Nessa estimativa, são levados em consideração seus diferentes elementos e os parâmetros que podem determinar quanto será o seu preço no mercado.

Normalmente, os critérios são a cor, a qualidade da lapidação, o peso e a pureza do diamante. Para você, que deseja conhecer melhor cada um desses critérios de classificação e saber como é estimado o valor do diamante, nós elaboramos o post a seguir.

Acompanhe o texto e conheça um pouco mais sobre esse universo precioso!

A pureza do diamante

Na avaliação sobre a pureza de um diamante, é sempre desejável (ou mais valorizado) que não existem incisões, fraturas ou misturas com impurezas. Quanto mais fraturas houver na pedra, mais impurezas podem estar contidas nela.

Consequentemente, quanto mais pura for a pedra, mais valiosa ela será — e mais alto ficará o seu preço por quilate.

O valor do diamante de acordo com a cor

Para algumas pedras preciosas, quanto mais escura a cor, mais valiosa é considerada a gema. Porém, no caso do diamante, essa questão é diferente. Quanto mais incolor ele for, mais valioso será. A menos que exiba uma cor bem definida.

Outro aspecto importante é que essa cor seja o mais uniforme possível.

A qualidade da lapidação

Um dos critérios mais relevantes na hora de conhecer o valor do diamante é a sua qualidade de lapidação. Os tipos de lapidação podem também resultar em valores mais elevados por quilate. Existem diferentes tipos de talhes (ou cortes): em brilhante, em degrau e os talhes mistos. Ainda que a pedra tenha boa pureza e cor, o valor poderá cair se a gema não tiver sido lapidada muito bem ou com pouca habilidade.

Trata-se de um dos detalhes que mais merecem atenção, no caso dos diamantes. Isso porque, ainda mais importante que a sua cor é o seu brilho, que é exatamente aquela característica que garante uma excelente lapidação.

O peso em quilates

O valor do diamante também é determinado de acordo com os quilates. Dois diamantes que tenham o mesmo diâmetro podem ter um peso diferente. Isso varia de acordo com a espessura de sua “cintura”. Uma gema de um quilate valerá mais do que duas gemas de meio quilate, ainda que apresentem a mesma qualidade.

Um quilate corresponde a 1/5 de um grama. Logo, pode-se afirmar que 0,2 gramas equivalem a um quilate. O preço pode ser calculado a partir da seguinte equação:

peso x preço por quilate = preço total

Não é mesmo tão simples avaliar o valor do diamante. Mesmo compreendendo bem os critérios acima descritos, é sempre mais interessante contar com a adequada observação de especialistas no assunto, a fim de saber se tudo está em conformidade.

Agora que você já sabe dos critérios de avaliação, poderá valorizar mais ainda as suas joias, não acha?

Você pode ter gostado de saber mais sobre este tema. Mas, ocasionalmente, ficou com alguma dúvida. Se é este o caso, deixe aqui o seu comentário, expondo sua opinião ou suas perguntas.

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.