Anel de compromisso: como saber se é a hora de trocar alianças de namoro?

Anel de compromisso: como saber se é a hora de trocar alianças de namoro?

Trocar anéis de compromisso é uma tendência relativamente nova, mas que já conquistou o coração (e os dedinhos) de muitos casais apaixonados ao redor do mundo. Quem deseja selar o compromisso, sem necessariamente partir para a etapa de um matrimônio ou união estável, escolhe alianças simbólicas para comprovar as intenções sérias da relação.

Mas como saber qual é o momento certo para dar um anel de compromisso a quem você ama? Existe um tempo necessário para fazer isso? Qual é o sentido desse enlaçamento? Vamos falar sobre esse assunto nesse post, continue a leitura e fique por dentro!

Por que trocar anéis de compromisso?

As razões podem variar muito. Afinal, cada relacionamento é construído de uma maneira muito singular pelas pessoas que fazem parte dele. Na maioria dos casos, o anel de compromisso simboliza a chegada do momento de uma relação mais séria, com intenções futuras. Ou mesmo significa uma etapa para passar ao próximo passo, ou seja, o casamento.

É conveniente ter muita clareza entre o casal, de forma que aquele símbolo tenha para os dois o mesmo significado e para que isso seja respeitado. A comunicação é importante, para que não existam mal-entendidos.

Quando é o momento certo para dar um anel de compromisso?

Essa é uma questão difícil de definir, mas é fundamental analisá-la a fim de evitar precipitações. A joia pode ser um presente e pode surpreender um dos dois, marcando uma mudança dentro do relacionamento. Porém, isso não deve ser imposto. Caso decida fazer uma surpresa para quem você ama, deixe para surpreender no momento da entrega das alianças. Mas certifique-se de que o assunto seja conversado previamente.

É importante saber como a pessoa se sente em relação a esse símbolo, pois nem todos dão a ele a mesma importância e respeito. Caso seu/sua parceiro(a) não esteja de acordo, poderá parecer que você está forçando a barra. É preciso avaliar o nível de intimidade. O uso do anel de compromisso é particular, ou seja, tem diferentes razões e momentos para cada casal. A entrega das alianças não deve ser uma ocasião tão elaborada, como no caso de um pedido de casamento. Pode ser mais intimista e contemplar apenas os dois apaixonados.

Trocar alianças de compromisso é o mesmo que noivar?

É comum que algumas pessoas confundam o acontecimento, especialmente os familiares mais ansiosos, que desejam a formalidade da relação. No entanto, ter um anel de compromisso não é o mesmo que entrar em um noivado.

E isso precisa ficar claro, sobretudo para o casal. Ou seja, o casal que decide alianças de namoro pode não ter a intenção de casar em breve, e não há motivo para pressão. O compromisso com a relação existe, mas os planos de casamento podem ficar para o futuro.

Em qual mão ela é usada?

O anel de compromisso é usado no dedo anelar da mão direita. A vontade do casal preservar e valorizar a relação normalmente vem com uma aliança prateada, mas nada impede de ousar um pouco ou inovar nos modelos feitos em outros materiais.

Com essas dicas, ficou mais fácil saber se é a hora certa para trocar alianças de namoro, certo? Então não deixe de conferir nossas alianças de compromisso!

Por que a aliança de namoro é sempre de prata?

Por que a aliança de namoro é sempre de prata?

O início do relacionamento de um casal é sempre muito especial, e por isso muitos jovens namorados procuram uma forma bastante evidente para simbolizar a força de seu amor. As alianças são as principais escolhas para exercer este papel tão importante na vida de um casal apaixonado!

É muito comum que surjam algumas inseguranças na hora de escolher a peça perfeita para colocar nos dedos. Você já se perguntou porque a aliança de namoro geralmente é confeccionada em prata? Esta é uma das dúvidas frequentes e existem sim algumas explicações para isso. Continue lendo para saber mais!

De onde surgiu essa tradição?

A tradição de utilizar uma aliança de namoro surgiu da necessidade de jovens casais demonstrarem a seriedade do compromisso firmado um com o outro. Também de mostrar aos outros possíveis pretendentes que a pessoa que a usa não está solteira.

As alianças de compromisso geralmente são fabricadas em prata por várias razões. A primeira é para diferenciá-las da aliança de casamento. Afinal, o simbolismo da aliança de matrimônio ficaria um pouco comprometido se elas fossem utilizadas em todas as fases do relacionamento, em especial no início, quando o casal ainda está se conhecendo, não é?

Essas joias tão cobiçadas são cheias de poder simbólico, pois conectam o casal do início do relacionamento até o matrimônio. As pessoas vão trocando de material (e de dedo, passando da mão direita para a esquerda) nesse percurso, como forma de marcar a evolução do amor do casal que as leva.

Mas a aliança de namoro precisa necessariamente ser de prata?

No início do relacionamento, o casal apaixonado costuma querer deixar claro seu comprometimento e sua intenção de ter algo mais sólido e duradouro para o futuro.

Entretanto, não faria muito sentido investir em uma aliança de ouro — já que, além de menos acessíveis, esses artigos são o maior símbolo material do matrimônio.

O uso da prata

A prata, por ser considerada um metal nobre e ter um preço um pouco mais amigável, acabou se tornando uma das melhores alternativas para a aliança de namoro. Afinal, não importa se o relacionamento ainda não é tão formal quanto um casamento: seu amor merece ser celebrado e representado por um lindo sinal de afeto. No entanto, apesar da tradição, a aliança de compromisso não precisa necessariamente ser de prata. O importante é que tenha aspecto prateado.

A variedade do mercado

Vale dizer que atualmente no mercado existe uma grande abundância de alianças feitas com materiais diversificados. E não só de prata!

Podem ser citados: o tungstênio, o banho de ródio e o ouro branco, para mencionar apenas alguns exemplos. Isso quer dizer que, independentemente do valor que você pretende investir na sua aliança de namoro, é possível encontrar uma opção muito bonita e de boa qualidade para representar seu relacionamento.

Como escolher a aliança de compromisso?

A aliança de compromisso deve ser utilizada no momento em que os parceiros sentirem que o relacionamento é sério e intenso o suficiente para investir nessa ideia. Se as pessoas estão apaixonadas, não há motivo para não comprar um belo par de alianças.

Você já sabe que existe uma grande variedade de modelos disponíveis. Mas é importante que o casal escolha aquela que mais combina com os dois, certo? As tradicionais são circulares, planas na parte de dentro e abauladas na parte de fora. Há ainda as anatômicas (boleadas), que oferecem maior conforto no uso diário; e as chanfradas, que costumam apresentar um corte diferente nas laterais.

Podem ainda ser polidas, foscas ou incrementadas com pedras. Muitos casais costumam ainda gravar o nome do parceiro em seu interior, a fim de torná-las ainda mais especiais.

Não importa qual aliança de namoro vai ser a eleita para simbolizar seu relacionamento. O mais importante é que todas as vezes que você e seu amor olharem para elas, se sintam felizes e realizados com sua escolha!

Quer celebrar seu amor com seu parceiro? Confira as alianças de namoro da WM Joias.

Como é estimado o valor do diamante? Conheça os critérios de classificação

Como é estimado o valor do diamante? Conheça os critérios de classificação

Você sabia que não é possível encontrar dois diamantes exatamente iguais? É justamente por isso que eles precisam passar uma avaliação, de modo que seja estimado o valor da pedra. Nessa estimativa, são levados em consideração seus diferentes elementos e os parâmetros que podem determinar quanto será o seu preço no mercado.

Normalmente, os critérios são a cor, a qualidade da lapidação, o peso e a pureza do diamante. Para você, que deseja conhecer melhor cada um desses critérios de classificação e saber como é estimado o valor do diamante, nós elaboramos o post a seguir.

Acompanhe o texto e conheça um pouco mais sobre esse universo precioso!

A pureza do diamante

Na avaliação sobre a pureza de um diamante, é sempre desejável (ou mais valorizado) que não existem incisões, fraturas ou misturas com impurezas. Quanto mais fraturas houver na pedra, mais impurezas podem estar contidas nela.

Consequentemente, quanto mais pura for a pedra, mais valiosa ela será — e mais alto ficará o seu preço por quilate.

O valor do diamante de acordo com a cor

Para algumas pedras preciosas, quanto mais escura a cor, mais valiosa é considerada a gema. Porém, no caso do diamante, essa questão é diferente. Quanto mais incolor ele for, mais valioso será. A menos que exiba uma cor bem definida.

Outro aspecto importante é que essa cor seja o mais uniforme possível.

A qualidade da lapidação

Um dos critérios mais relevantes na hora de conhecer o valor do diamante é a sua qualidade de lapidação. Os tipos de lapidação podem também resultar em valores mais elevados por quilate. Existem diferentes tipos de talhes (ou cortes): em brilhante, em degrau e os talhes mistos. Ainda que a pedra tenha boa pureza e cor, o valor poderá cair se a gema não tiver sido lapidada muito bem ou com pouca habilidade.

Trata-se de um dos detalhes que mais merecem atenção, no caso dos diamantes. Isso porque, ainda mais importante que a sua cor é o seu brilho, que é exatamente aquela característica que garante uma excelente lapidação.

O peso em quilates

O valor do diamante também é determinado de acordo com os quilates. Dois diamantes que tenham o mesmo diâmetro podem ter um peso diferente. Isso varia de acordo com a espessura de sua “cintura”. Uma gema de um quilate valerá mais do que duas gemas de meio quilate, ainda que apresentem a mesma qualidade.

Um quilate corresponde a 1/5 de um grama. Logo, pode-se afirmar que 0,2 gramas equivalem a um quilate. O preço pode ser calculado a partir da seguinte equação:

peso x preço por quilate = preço total

Não é mesmo tão simples avaliar o valor do diamante. Mesmo compreendendo bem os critérios acima descritos, é sempre mais interessante contar com a adequada observação de especialistas no assunto, a fim de saber se tudo está em conformidade.

Agora que você já sabe dos critérios de avaliação, poderá valorizar mais ainda as suas joias, não acha?

Você pode ter gostado de saber mais sobre este tema. Mas, ocasionalmente, ficou com alguma dúvida. Se é este o caso, deixe aqui o seu comentário, expondo sua opinião ou suas perguntas.

Qual é a diferença entre zircônia e diamante?

Qual é a diferença entre zircônia e diamante?

Quando chega a hora de comprar uma aliança de noivado ou de casamento, não há dúvidas de que a primeira pedra preciosa que vem à cabeça é o diamante. Essa gema é vista muitas vezes como grande prova do amor de quem a dá de presente.

Se você já começou a busca pelas alianças, no entanto, já deve ter percebido que essa não é a única opção interessante que está disponível no mercado. Talvez já tenha ouvido falar de uma pedra muito famosa: a zircônia. Devido à grande semelhança que tem com o diamante, ela está se tornando uma alternativa para os que procuram joias com preços mais acessíveis.

O que separa uma pedra da outra, porém, vai além do mero aspecto financeiro. Para ajudá-lo a ter a melhor escolha em um momento tão especial, veja a diferença entre zircônia e diamante.

O que é um diamante?

O diamante é uma pedra natural composta de carbono e que só passa por alguma intervenção humana no processo de lapidação. O objetivo da lapidação é valorizar as qualidades naturais do diamante, observando regras claras de proporção e formato que asseguram o brilho da pedra.

Por se tratar de uma pedra natural, os diamantes exibem pequenas inclusões que funcionam como impressões digitais, diferençando os diamantes um do outro e fazendo com que cada peça seja única.

O índice de refração (o ângulo em que a luz se dobra ao atravessar uma pedra preciosa) de um diamante é maior do que seu índice de dispersão (quando a luz passa através de uma pedra preciosa e se dissemina, gerando o brilho). Por isso, seu brilho é mais profundo do que intenso.

E o que é uma zircônia?

A zircônia é uma gema sintética produzida em laboratório, o que elimina quase que a totalidade dos defeitos (inclusões) que diferenciam os diamantes entre si. Isso quer dizer que as zircônias são praticamente idênticas umas em relação às outras.

Por ser fabricada artificialmente, a zircônia pode ser feita em imensa gama de cores, razão pela qual é utilizada como substituta de alta qualidade para diversas pedras preciosas, especialmente o diamante.

O índice de dispersão da zircônia é mais alto do que seu índice de refração. Também é mais alto do que o índice de dispersão do diamante, por isso essa pedra traz um brilho mais forte. Apesar disso, devido às características de sua composição, se tornará opaca com o passar do tempo.

E quanto ao preço, qual é a diferença entre zircônia e diamante?

A maior diferença entre zircônia e diamante é, sem dúvida alguma, o preço de cada uma. E isso ocorre devido aos fatores que influenciam na determinação dessa importância.

É com base nas inclusões e na cor de cada diamante que os joalheiros determinam sua raridade, qualidade e preço. Quanto mais claro for um diamante, e quanto menos inclusões houver, mais raro e caro será a peça. Além disso, nenhum diamante é igual ao outro, fazendo com que o fator exclusividade também afete o preço.

Já quanto à zircônia, seu processo de fabricação artificial faz com que quase não apresentem inclusões ou defeitos. Mas isso suprime os fatores de raridade, qualidade e de exclusividade na hora de fixar o preço, fazendo com que essa pedra seja muito mais barata do que um diamante.

Qual vale mais a pena escolher?

É muito provável que você agora esteja se perguntando: “E então, qual devo escolher?” A maior durabilidade e resistência do diamante fazem com que tenha melhor custo-benefício em longo prazo, já que não fica opaca e dificilmente poderá ser riscada, podendo se manter na família por gerações.

Por outro lado, se você procura uma opção mais econômica em curto prazo, a zircônia é uma ótima substituta para o diamante: tem excelente qualidade e durabilidade, é brilhante e pode ser fabricada em várias opções de cor. Substitui perfeitamente algumas pedras preciosas, mas tem preço acessível.

A olho nu e em pedras menores, poucas pessoas conseguem distinguir o diamante da zircônia. Mas quanto maior for a pedra, mais fácil será assinalar cada uma: a zircônia terá um brilho mais forte, enquanto o diamante terá um brilho mais profundo.

Agora que você sabe qual é a diferença entre zircônia e diamante, já decidiu qual será a pedra da sua aliança? Conte para a gente qual foi a sua escolhida e deixe um comentário no blog!

Pedra do nascimento: saiba qual é a pedra preciosa do mês em que você nasceu

Pedra do nascimento: saiba qual é a pedra preciosa do mês em que você nasceu

Você sabia que cada mês do ano é regido por uma pedra preciosa? A pedra preciosa do mês do seu nascimento simboliza a energia que é emanada no período. Nesse sentido, algumas pedras preciosas são indicadas para que, ao usá-las, tragam para a sua vida bons fluidos, mais facilidade em solucionar problemas e a perspectiva de recarregar sua “bateria”.

E então, quer saber qual é a sua pedra do nascimento? Acompanhe o post e descubra.

Janeiro

A pedra preciosa do mês de janeiro é a granada. Ela é mais comumente associada a uma pedra de cor vermelha. Só que, na verdade, a granada por ser encontrada em outras cores também, como verde, preta ou translúcida. Essa pedra estimula o sangue e o coração e pode ser associada ao amor e à paixão, valendo ser usada até mesmo como estimulante sexual.

Fevereiro

A pedra do nascimento de quem faz aniversário em fevereiro é a ametista. Encontrada na cor púrpura, essa pedra está associada ao poder da mente e é ideal para pessoas calmas e criativas. Traz sinceridade e sobriedade para quem a leva consigo.

Março

Conhecida por seu efeito tranquilizante, a água marinha é a pedra dos nascidos em março. É um símbolo de honestidade e carinho. Era utilizada pelos navegantes para trazer calma e sabedoria. Sua coloração costuma ser azul, mas também pode apresentar leves tons de verde.

Abril

Os nascidos em abril são pessoas fortes e valentes, mas que também são generosas e amorosas. Sua pedra é o resistente diamante. Trata-se de uma pedra que motiva o sucesso, é associada ao amor e pode ter poderes curativos.

Maio

Quem nasceu no mês de maio exibe como pedra preciosa a rara esmeralda. A pedra ajuda na compreensão dos outros e traz alegria. Sua conotação é romântica, por isso ela é considerada a pedra de Afrodite, do amor e da beleza.

Junho

Junho é o mês da pérola. Ela está associada à limpeza e à castidade (ou seja, a coisas puras). Ao mesmo tempo é também associada à riqueza e traz longevidade nas relações.

Julho

Quem é muito emocional e cuidadoso pode ter nascido no mês de julho. A pedra do nascimento para você é o rubi. Estimula a aventura e a harmonia, bem como favorece quem o usa e se tornar mais bem-sucedido.

Agosto

A pedra que simboliza a praticidade, traz coragem e perseverança para os nascidos no mês de agosto é o peridoto. É associada ao sucesso e também protetora dos navegantes. Pode auxiliar na resolução de problemas.

Setembro

A pedra do nascimento de quem faz aniversário em setembro é a safira. Ela tem propriedades curativas e tranquilizantes. Usada por pessoas leais e criativas, pode ainda combater o estresse.

Outubro

A pedra preciosa do mês de outubro é a turmalina rosa. É ideal para trazer a independência e força para quem a usa. Sua energia é diplomática, assim como os nascidos nesse mês, de forma que a pedra estimula o charme e a amizade.

Novembro

O topázio é a pedra preciosa do mês de novembro. Pode ser encontrada em várias tonalidades. É usada para trazer calor ao corpo e para combater dores musculares e na coluna. Ela tem tudo a ver com pessoas inteligentes e ambiciosas. Traz motivação.

Dezembro

De coloração azul e verde, a pedra desse mês é a turquesa. Ela promove a cura quando usada e pode neutralizar energias ruins nos ambientes.

Gostou de conhecer a sua pedra do nascimento? É hora de usá-la em suas joias, não acha?

Conte aqui nos comentários se você gostou da sua pedra e deixe a sua pergunta, se você tiver dúvidas, aqui no blog.

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.