Descubra por que a aliança tradicional nunca sai de moda

Descubra por que a aliança tradicional nunca sai de moda

A escolha das alianças é sempre um momento muito especial. Além de representarem todo o amor e o comprometimento entre o casal, elas ainda são peças que você vai usar diariamente. Portanto, além de serem bonitas, também precisam combinar com o estilo de vida dos dois.

Diante disso, muita gente prefere optar pela aliança tradicional. Afinal, ela é atemporal! Assim, se você está na dúvida, continue a leitura deste post e saiba mais sobre esse clássico que nunca sai de moda!

Descubra como identificar a aliança tradicional

Em meio a tantas opções, pode ser difícil identificar exatamente qual é a aliança tradicional. Esse modelo é chamado de meia-cana por muita gente e tem esse nome em decorrência do seu formato. Ela tem a parte interna reta; e a parte de fora mais arredondada, como se fosse um semicírculo.

O tamanho pode variar bastante: há desde as mais fininhas e delicadas até às versões mais largas. No entanto, o modelo realmente clássico é o intermediário e fabricado em ouro amarelo. Geralmente, esse tipo de anel não exibe muitos detalhes, com no máximo um único brilhante cravado no centro e alguma gravação do lado de dentro.

Fique por dentro das vantagens de apostar no clássico

Comprar um par de alianças de ouro é um investimento e tanto! Além disso, elas são peças muito especiais, que você não vai querer substituir. A menos que seja extremamente necessário. Diante disso, ao escolher alianças tradicionais, você terá peças que nunca sairão de moda. Afinal, imagine que chato apostar nos modelos da moda e perceber que, em alguns anos, essas peças se tornarão desatualizadas.

Outra vantagem é que você poderá usar as suas alianças em qualquer situação. Por serem mais clássicas, as alianças tradicionais vão combinar perfeitamente com todos os tipos de acessórios, tanto para ocasiões formais quanto para as propostas mais arrojadas, já que não roubarão a atenção dos demais elementos do seu look.

Entenda por que as alianças tradicionais não saem de moda

O costume de usar alianças para simbolizar uma união duradoura se popularizou entre os romanos, mas acredita-se que tenha sido originário do povo hindu. Eles pensavam que o anel deveria ser usado no dedo anelar da mão esquerda por que ele teria uma ligação com a veia do coração, também conhecida como veia do amor.

Com o passar do tempo a igreja católica adotou as alianças como símbolo do casamento cristão e elas passaram a ser confeccionadas em ouro amarelo, um material valioso, raro e duradouro, como deveria ser essa união.

Por esse motivo, a aliança tradicional é repleta de simbologia e carrega uma história tão rica que jamais sai de moda! Afinal, ela não se trata apenas de um acessório, mas um item repleto de valores agregados. Dessa forma, ainda que surjam outros modelos em materiais variados e design arrojado, a versão clássica vai ser sempre uma opção válida e atemporal.

Diante disso, se você quiser acessórios versáteis, que combinem com qualquer situação e que você pode usar em conjunto com todas as suas outras peças, a aliança tradicional é a melhor escolha! Portanto, encontre uma loja de confiança, que trabalhe com as melhores matérias-primas e um ótimo custo-benefício. Invista na segurança de ter uma joia que poderá passar de geração para geração.

Agora que você já conhece o charme dos modelos tradicionais, está na hora de aprender a cuidar das suas peças escolhidas. Aproveite para entender como manter a limpeza da sua aliança!

Confira 4 viagens perfeitas para recém-casados

Confira 4 viagens perfeitas para recém-casados

Depois de toda ansiedade e estresse com os preparativos do casamento, nada melhor do que relaxar em um lugar incrível com seu amor. O que faz com que a lua de mel seja uma das viagens mais esperadas e especiais para quem acabou de se casar.

Portanto, a escolha do local deve ser feita com um pouquinho de cuidado, certo? Afinal, a ideia é relaxar e aproveitar os momentos maravilhosos a sós com quem ama. Se você quiser ter uma viagem inesquecível, poderá se inspirar com nossa lista de 4 destinos imperdíveis para recém-casados. É só continuar lendo para conferir!

1. Desfrute do romantismo da Serra Gaúcha para recém-casados

Quem gosta de passar momentos aconchegantes em frente à uma lareira bebendo bons vinhos e comendo alimentos saborosos vai amar passar a lua de mel na Serra Gaúcha, Rio Grande do Sul. O local possui clima ameno a maior parte do ano e é conhecido pelas charmosas vinícolas e paisagens exuberantes. 

Com arquitetura em estilo europeu, a região conta com hotéis muito bonitos. Há também diversos passeios bem interessantes, como a visita a Bento Gonçalves, a Garibaldi e, é claro, a Gramado, uma das cidades mais românticas do Brasil, com suas fábricas de chocolate e restaurantes impecáveis.

2. Aproveite as belezas da natureza em Fernando de Noronha 

O arquipélago de Fernando de Noronha tem algumas das mais lindas praias do Brasil. Apesar de ter restrições quanto ao número de visitantes, é um dos lugares perfeitos para os recém-casados aproveitarem dias deliciosos e relaxantes em frente ao mar e com muita privacidade. Fernando de Noronha conta com pousadas aconchegantes e muitos passeios incríveis que você poderá fazer com sua nova parceria de vida.

3. Conheça todas as maravilhas de Cartagena

Quem deseja sair do Brasil para a lua de mel, mas não quer ir muito longe, Cartagena na Colômbia é uma ótima possibilidade. Vocês poderão aproveitar as maravilhas do Caribe e ainda curtir o clima quente e alegre da região.

A cidade de Amurallada é cheia de hotéis maravilhosos, restaurantes e pontos turísticos, tudo com uma arquitetura muito particular e cores bem vibrantes. Vale a pena conhecer a cidade caminhando a pé por suas vielas e visitar algumas das praias mais bonitas da Colômbia, como a Isla Baru e a Isla Grande. Com certeza, é uma viagem que ficará na memória!

4. Encante-se com as belezas naturais e culturais da Tailândia 

Se você deseja uma viagem memorável e não pretende medir esforços para isso, a Tailândia é o destino dos sonhos de muitos recém-casados. Com cenários paradisíacos e infraestrutura completa, a Tailândia é o local perfeito para casais que desejam aproveitar a lua de mel em meio à natureza, em praias exóticas e uma cultura diversificada. 

Lá você encontra uma grande variedade de hotéis, pousadas e resorts. E ainda pode escolher entre as dezenas de roteiros disponíveis para conhecer as ilhas bem preservadas. Vale lembrar que, para aproveitar bem o local, o mais recomendado é ter uma estadia de pelo menos dez a quinze dias. Portanto, planeje-se com antecedência!

Existem muitos destinos incríveis para recém-casados, tanto no Brasil quanto no exterior. O importante é que o local esteja dentro do orçamento do casal e seja interessante para os dois. Afinal, essa é uma viagem para aproveitar com o seu amor! Portanto, faça de tudo para curtir cada momento especial.

Já começou a planejar sua viagem? Continue com a gente e veja também qual é o mês mais barato para sair em lua de mel.

3 dicas importantes para organizar sua festa de casamento

3 dicas importantes para organizar sua festa de casamento

A festa de casamento geralmente é uma ocasião muito aguardada pelos noivos e suas famílias. É comum fazermos planos para um evento dos sonhos e depois enfrentamos dificuldade para colocar tudo em prática. São tantos pontos a considerar, que pode ser complicado se concentrar no que realmente importa.

Se você não quiser passar por transtornos em seu evento especial, será muito interessante ver as 3 dicas fundamentais para organizar uma festa incrível. É só respirar fundo, manter a calma e continuar com a gente para descobrir!

1. Planeje sua festa de casamento com antecedência 

Essa dica é imprescindível para o sucesso da sua festa de casamento! Quando você começa a se organizar com antecedência, torna-se mais capaz de reservar o local que tanto quer e contratar um buffet por preços bem mais convidativos.

Além disso, terá tempo de sobra para escolher todos os detalhes com calma, pensar na lista de convidados e encontrar o vestido perfeito. É claro que é possível planejar uma festa de última hora! Mas existem muita chance de que alguma coisa não saia como você desejou e que o preço final suba bastante.

2. Estabeleça uma boa lista de prioridades

Identificar as suas prioridades significa garantir que você tenha na sua festa de casamento todos os itens dos quais não abre mão. Pode ser o local, o vestido ou um buffet específico, por exemplo. Assim, vai poder direcionar uma parte maior do seu orçamento para o que prefere e terá mais facilidade em dispensar outras coisas menos relevantes, caso necessário, fazendo uma festa menor ou deixando de contratar algumas guloseimas ou bebidas extras.

No entanto, é importante considerar quanto dinheiro você tem para investir. Não adianta sonhar com um vestido que não caiba no seu budget ou uma festa que não possa pagar! Portanto, mantenha os pés no chão e procure inserir seus ideais dentro das possibilidades reais de recursos.

3. Tenha paciência para pesquisar e comparar orçamentos

Se você deseja organizar bem a festa de casamento dos seus sonhos, é importante pesquisar e comparar orçamentos. Analise quais as vantagens que cada empresa apresenta, negocie eventuais descontos e avalie as melhores condições de pagamento.

Algumas empresas oferecem bons preços para pagamentos à vista, por exemplo. Contudo, no caso do buffet, é importante ter uma breve cautela. Como a empresa é contratada com muita antecedência, é melhor deixar uma parte para pagar após a festa.

Além disso, é importante verificar a credibilidade dos fornecedores. Desconfie de valores muito abaixo do mercado e sempre leia os contratos com atenção. Procurar por referências e buscar indicações também é uma boa forma de prevenção.

Ter a festa de casamento dos seus sonhos demanda organização e um pouco de dedicação. Portanto, estabeleça suas prioridades e comece a se planejar com antecedência. Ter expectativas realistas e paciência para pesquisar é essencial para que você consiga boas condições de pagamento nos itens que você mais deseja. Não se esqueça de verificar a credibilidade dos fornecedores e conferir os contratos. Tudo isso vai ajudar você a evitar muito estresse no futuro!

Gostou das dicas para organizar uma festa de arrasar? Então, continue conosco e veja também como criar uma decoração de casamento sem gastar muito.

Qual é a melhor época do ano para casar?

Qual é a melhor época do ano para casar?

Depois de dizer o tão esperado “sim”, o passo seguinte é marcar a data do casamento. São tantos elementos que você precisa considerar, que pode parecer difícil escolher a melhor época do ano para casar, vamos mostrar que não é!

Dessa forma, como a gente sabe que você não tem tempo a perder, decidimos facilitar o seu trabalho e reunir neste texto os melhores meses para realizar casamentos. Leia e descubra qual seria a opção mais viável para você!

Veja por que março pode ser uma ótima época do ano para casar

Janeiro e fevereiro são meses em que não ocorre tanta procura para as bodas. Afinal, chove muito, é quente demais, e muitas pessoas ainda estão pagando as contas das festas de final de ano e alguns tributos (IPTU e IPVA, por exemplo). Por outro lado, o mês de março pode ser uma excelente proposta para firmar os laços matrimoniais!

Ainda estará um clima um pouco quente. É bem próximo a abril e maio, as épocas mais procuradas para casamentos, mas os valores ainda estão mais acessíveis; e a concorrência nos espaços de eventos e buffets, menor. O terceiro mês pode ser uma ótima época do ano para casar — principalmente quando o Carnaval cair em fevereiro!

Fique por dentro dos muitos encantos do mês de junho

Embora abril e maio sejam meses badalados para contrair núpcias, hoje em dia essa não é uma boa época do ano para casar! A menos que você se planeje com muita antecedência, porque são meses muito disputados. Para ter uma ideia, maio é conhecido como o mês das noivas, e tanta agitação no período eventualmente pode trazer muitas dificuldades para reservar aquela casa de festas ou outro local que você sempre quis. O valor dos buffets vai às alturas naqueles meses!

Por outro lado, junho ainda guarda as temperaturas mais amenas de meio de ano, chove pouco no período e é um mês bem menos disputado. Você será capaz de fazer a cerimônia com que sempre sonhou, mas com muito mais tranquilidade.

Descubra o charme dos meses de setembro, outubro e novembro

Sabia que agosto é conhecido como o “mês do agouro” para as noivas? Portanto, por uma questão de superstição, muita gente evita realizar casamentos nessa época. Já setembro marca o início da primavera, e assim como o mês de outubro exibe um clima agradável, flores e todo o charme da estação primaveril.

No entanto, embora essa seja uma ótima época do ano para casar, também é uma das mais disputadas. Os valores voltam a ficar mais elevados, e a concorrência é maior. Especialmente em outubro, um dos meses preferidos entre as noivas.

Nesse cenário, o mês de novembro se apresenta como uma ótima pedida. Ele é menos concorrido que os meses imediatamente anteriores e, ainda que seja uma ocasião de mais calor, ainda garante temperaturas razoavelmente agradáveis. Sem falar que existem muitos feriados em novembro: apontar uma boa data será bem mais fácil.

É claro que a melhor época do ano para casar é aquela na qual você se sente melhor! Os meses de abril, maio, setembro e outubro são ótimos, mas bem concorridos. Se ainda quiser marcar sua celebração para esses meses, planeje-se com antecedência!

Por outro lado, para conquistar um casamento lindo e com ótimo custo-benefício, os meses de março, junho e novembro, principalmente, serão incríveis. Pode apostar neles como a melhor época do ano para casar!

Já sabe qual a sua época preferida para casar? Então continue com a gente e veja também dicas para organizar sua lua de mel.

Qual o mês mais barato para lua de mel?

Qual o mês mais barato para lua de mel?

A lua de mel é uma das partes mais esperadas do casamento. Afinal, o que pode ser melhor do que fazer uma viagem romântica com seu amor, não é mesmo? Assim, para aproveitar bem o passeio sem passar apertos, basta um pouco de planejamento!

Dependendo do destino, alguns meses podem ser bem mais econômicos para viajar. Quer saber que meses são esses? A gente conta para você! Leia o texto a seguir e reserve já suas passagens.

Saiba qual é o melhor mês para viajar para cidades de praia

É muito comum ouvir dizer que viajar na baixa temporada é mais econômico. E realmente costuma ser mesmo, por isso é um ótimo momento para fazer sua viagem e seguir de lua de mel. Entretanto, é importante analisar quando exatamente ocorrem as baixas temporadas em cada lugar.

A alta temporada no Brasil geralmente está relacionada ao período de férias, ou seja, junho, julho, dezembro e janeiro. No entanto, isso pode variar um pouco de acordo com o local. As cidades quentes e praianas, como aquelas que ficam no Nordeste, são bem mais caras no verão.

Por isso, não é muito recomendado viajar para esses locais entre dezembro e fevereiro. Por outro lado, como o calor perdura por mais tempo nesses lugares, uma ótima proposta é aproveitar os meses de outubro, novembro, março e abril. Assim, você ainda aproveita o calor e o clima do verão, mas com valores mais baixos e pontos turísticos menos disputados.

Veja quando viajar em lua de mel para os destinos mais frios

A mesma coisa acontece nas cidades que são mais agradáveis no frio, como Bento Gonçalves (RS) e Campos do Jordão (SP). Como seus passeios são mais interessantes no inverno, a alta temporada se dá no meio do ano, entre junho e agosto.

Por isso, se você quiser aproveitar o friozinho e ainda pagar menos é legal marcar sua viagem para maio ou setembro. Assim, o clima vai estar fresco; e você vai gastar muito menos para curtir as atrações da cidade!

Preste atenção nas cidades com atrações sazonais

Algumas cidades trazem certas peculiaridades e por isso exibem épocas de alta temporada bem específicas e atípicas. É o caso de Salvador, na época do Carnaval; de Gramado, perto do Natal; e o Rio de Janeiro, quando acontecem eventos grandiosos, como o Rock in Rio, por exemplo.

Fora do país também existem essas especificações. Portanto, antes de marcar a sua viagem, observe se não existe um evento que vá deixar a cidade lotada ou muito dispendiosa. Feriados, datas comemorativas e eventos marcantes podem encarecer muito a viagem.

Para viajar de forma econômica na lua de mel basta, principalmente, observar as características do local e fugir das altas temporadas. As datas próximas das altas temporadas são ótimas, pois você consegue aproveitar o melhor do lugar e gastar um pouco menos. É claro que pode ser chato ir a uma cidade praiana no inverno, por exemplo, mas alguns locais são quentes o ano inteiro e você acaba aproveitando da mesma forma!

Já escolheu seu destino preferido? Assine nossa newsletter e receba muitas dicas interessantes para o seu casamento.

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.